WHAT BLOGGING HAS TAUGHT ME

by - January 18, 2016

Quase dois anos passaram desde que me comecei a dedicar a um cantinho na internet e, a verdade, é que não me arrependo. Se há cinco anos atrás me tivessem dito que hoje estaria onde estou e a fazer o que faço, provavelmente não acreditaria e bateria com a cabeça em quantas paredes houvesse por achar que não conseguiria conciliar tudo. Todos temos a tendência de dizer que não temos tempo para os nossos sonhos mas, a realidade, é que temos tempo para tudo o que quisermos. A diferença está em ver a vida passar ou agarrarmo-nos a ela e fazermos coisas. Saber que há quase dois anos atrás eu queria ser blogger, acabar o meu curso, encaminhar a minha vida (em todos os sentidos), recomeçar a fazer execício físico, começar a trabalhar e que hoje estou a alcançar tudo isso é das coisas mais motivadoras de sempre. Apesar de não bloggar todos os dias, faço-o com gosto e ao longo destes [quase] dois anos aprendi muitas coisas. Hoje venho partilhar algumas delas com vocês.

Almost two years have passed since I started this little corner on the Internet and the truth is that I do not regret. If five years ago I had been told that today I would be where I am and doing what I do, I would probably not believe. We all have a tendency to say that we have no time for our dreams but the reality is that we have time for everything we want. The difference lies in seeing life go by or cling on to it and do things. Knowing that almost two years ago I wanted to be a blogger, finish my degree in Design, go forward with my life (in every way), start my workout, get to work and now I am achieving all this is the most motivating thing ever. Although I do not blog every day, I do it with passion and throughout these [almost] two years I learned many things. Today I share some of them with you.

1.   N Ã O   N O S   D E V E M O S   E S Q U E C E R   D E   N Ó S
Com a correria do dia-a-dia para fazer tudo o que tenho a fazer, por vezes torna-se difícil dedicar tempo a tudo e o que fica de parte são as coisas que não tenho, obrigatoriamente, que fazer; que "ninguém ralha" se não forem feitas. Conclusão: "o corpo é que paga".

2.   E S C R E V E R   É   A   M E L H O R   T E R A P I A
Eu, como todos os mortais, já tive os meus diários pessoais e alturas em que escrevia muito, sobre tudo. Hoje já não o faço tanto e, quando faço, é para vocês. Ao longo de todo este tempo descobri que escrever para nós é bom mas escrever para centenas de pessoas que nos lêem e gostam é melhor ainda. Acabo por desabafar com tod@s vocês e, quem sabe, ainda ajudar alguém que esteja a passar pelo mesmo.

3.   T O D O S   O S   M O M E N T O S   S E R V E M   D E   I N S P I R A Ç Ã O 
Antes de entrar na blogosfera a vida passava por mim e de vez em quando lá ouvia eu um "não reparaste?"; "não...". Hoje reparo em tudo o que me rodeia e tudo me serve de inspiração, tudo serve para fotografar e desenvolver ideias. Roupas, comportamentos, filmes, músicas, conversas, passeios, comidas, cores... Entre outras coisas que todos os dias surgem diante dos meus olhos e que eu só olhava. Hoje vejo. E, por mais cliché que pareça, sou mais crítica - no bom sentido -, realizada e feliz.

1.   I T ' S   N O T   O K   T O   F O R G E T   A B O U T   O U R S E L V E S
With the daily rush to do everything I have to do, sometimes it becomes difficult to give me some time because if I don't I won't be fired the next day or something like that. Conclusion: "the body is who pays."

2.   W R I T I N G   I S   T H E   B E S T   T H E R A P Y
Just like everyone else I have already had my personal diaries and used to write a lot about everything. Today, I don't do this so often and when I do it's for you. Throughout all this time I found out that writing for us is good but writing for hundreds of people who reads and likes what we write is even better. I end up with unburden with you and, who knows, helping some of you.

3.   A L L   M O M E N T S   C A N   B E   I N S P I R I N G
Before I had my blog, life just used to happen and once in a while there I heard a "don't you noticed?"; "no...". Today I notice everything that surrounds me and everything inspires me. Clothes, behavior, movies, music, conversations, walks, food, colors... Among other things that come up every day in front of my eyes.

4.   T E R   U M   B L O G U E   N Ã O   É   S Ó   E N C O S T A R   U M A   C A N E T A   A   U M   P A P E L  
Quando comecei o blogue achei que, por algum acaso, as ideias para que posts fazer, o que vestir, que diy ensinar - entre outros - cairiam do céu. Na minha cabeça eu acordaria todas as manhã com um assunto diferente e muito interessante para trazer. Não aconteceu. Não aconteceu e ainda não acontece. Apesar das inúmeras listas que faço diariamente para preencher a semana com posts isso nem sempre é possível pois o que está por detrás de uma anotação no papel é muito mais complexo do que se imagina. As ideias podem estar lá mas se não temos meios para as atingir, nada feito...

5.   É   P R E C I S O   S A B E R   F A Z E R   A   D I F E R E N Ç A
Cada vez a blogosfera cresce mais e cada vez é mais difícil fazermo-nos notar no meio de milhares de pessoas que falam dos mesmos assuntos. Tenho notado mais isso a cada ano que passa e que faço o balanço final. Por causa disso tenho notado, também, cada vez mais, a necessidade de, de alguma forma, diferenciar-me de todas as pessoas que abordam os mesmos assuntos que eu diariamente. Como? Ainda estou a descobrir mas é realmente importante. Seja no que se veste, na forma como se escreve, nos conteúdos que se traz, no layout do blogue ou na forma como abordamos os tópicos presentes. É importante alguém nos conhecer e se lembrar de nós por alguma razão. Caso contrário, seremos só mais do mesmo.

6.   N Ã O   H Á   T E M P O   P A R A   P R O C R A S T I N A R
Com tanta correria, procrastinar não é opção, quanto mais solução! O tempo voa e cada vez que podemos publicar e não o fazemos é trabalho, já feito anteriormente, deitado ao lixo.

4.   H A V I N G   A   B L O G   I S   N O T   O N L Y   T O U C H   A   P E N   T O   A   P A P E R
When I started the blog I thought, by some chance, that the ideas for posts would fall from the sky. In my head I would wake up every morning with a different subject and very interesting post to bring to the blog. It did not happen. And it still doesn't happen. Despite the numerous lists that I do every day to fill the week with posts this is not always possible because what is behind a note on paper is much more complex than you think. Ideas can be there but if you don't have resources to achieve them, nothing is done...

5.   Y O U   N E E D   T O   K N O W   H O W   T O   M A K E   T H E   D I F F E R E N C E
At each time blogosphere grows more and it is increasingly difficult to put ourselves to be pointed out in the middle of thousands of people who speak about the same issues. I noticed it more with each passing year when I make the final balance. Because of this I have noticed also, increasingly, the need to somehow differentiate me from all the people who deal with the same issues as me. How? I have not discovered yet but it's really important. Be the way I dress, the way I write, the content that I bring to the blog, the layout or something else. It is important that someone meet us and remember us for some reason. Otherwise, we will only be just another one talking about the same thing over and over again.

6.   T H E R E   I S   N O   T I M E   T O   P R O C R A S T I N A T E
With so many things to do, procrastination is not an option or the solution! Time flies and each time we can publish something and don't we are only putting work, previously done, in the trash.

Estas foram algumas das coisas que, ao longo do tempo, me fui apercebendo ao ter um blogue. Obviamente que não nos ficamos por aqui pois ao contrário do que se pensa, ter um blogue não é brincar à fotografia e, no meu caso, à moda. Dá trabalho, exige dedicação, ocupa horas do meu dia, obriga-me a ser criativa, pede investimento - financeiro e emocional - e retorno a quem está do outro lado, diariamente, a incentivar e a dar o seu feedback. Afinal, o que seria de nós, bloggers, sem os nossos leitores?

These were some of the things that I realized since I started blogging and obviously there are a lot more. Contrary to popular belief, having a blog is not playing to photography and, in my case, to fashion. It takes work, dedication, hours of my day, forces me to be creative, calls for investment - financial and emocional - and return to the ones who are here, daily, to encourage and give me feedback. After all, what would we, bloggers, do without our readers?

You May Also Like

9 comentários

  1. Criar um blog foi uma das coisas mais recompensadoras que fiz, tenho adorado a experiência. No entanto acho mesmo que deve ser dificílimo a quem trabalha 8h/dia manter posts regulares e de qualidade. Ainda não posso opinar, mas já admiro quem consegue. Parabéns pelo primeiro ano!

    ReplyDelete
  2. Ahah, que disparate! Quando escrevi o comentário pensei ter lido que estavas a comemorar o primeiro ano, só depois reli e vi que já andas nisto há quase dois. Sorry, silly me!

    ReplyDelete
  3. Tudo o que disseste é 100% verdade. Ter um blog fez-me olhar para o mundo e especialmente para a indústria da moda de forma completamente diferente e às vezes é difícil conciliar tudo. Claro, para aquilo que se gosta arranja-se sempre um tempinho!

    beijinho,
    Sara

    ReplyDelete
  4. Parabéns pelos dois ano de blog :) só tenho o meu há uns quatro meses e já admiro todas as bloggers que fazem isto há algum tempo. É realmente preciso ser muito organizada para conseguir postar publicações todas as semanas e manter a página interessante e atualizada.
    Mais uma vez, parabéns pelo trabalho que tens feito por aqui!
    Beijinho :)

    http://nuancesbyritadias.blogspot.pt/

    ReplyDelete
  5. A da inspiração é tão verdade! Estava à espera de ter 1001 ideias para posts todos os dias e que fossem super fáceis de executar e, na realidade, há que fazer um planeamento super estratégico para conseguir executar tudo.

    Marta Rodrigues, Majestic

    ReplyDelete
  6. Gostei muito do que escreveste :3

    Ana ♥
    http://aruivablog.blogspot.pt/ N/POST

    ReplyDelete
  7. Concordo com tudo o que disseste , muitas vezes planeio posts que vou fazer mas depois quando chega o momento da ação parece que aquilo não resulta como eu queria ! E o ponto nº3 também tem tudo a ver comigo , sou muito mais atenta a tudo , tento absorver toda a inspiração :)

    Beijinho ♥
    www.somethingwithsa-ra.blogspot.pt

    ReplyDelete
  8. Concordo tanto com a maioria das coisas que escreveste: desde o ter ideias mas nem sempre serem de fácil execução à sobrecarga da blogosfera que provoca uma enorme pressão para o destaque.

    Gostei muito desta tua exposição de ideias, parabéns!

    Love,
    Fashion She Wrote

    ReplyDelete

Obrigada pelos comentários.
Todos serão respondidos, brevemente, nos respetivos blogues.